Diário do treinamento

Outras cinco latino-americanas e cinco alemães foram selecionados para participar da edição do IJP desse ano. Nos conhecemos no domingo, no lobby no hotel Radisson Blu, onde ficamos hospedados até quarta-feira para a realização de uma espécie de treinamento. No domingo, tivemos uma conversa introdutória e “brunchamos” juntos. À tarde, visitamos a prisão da Stasi durante a Guerra Fria, mas isso é assunto para outro post.

O aquário gigante com peixes tipo a Dory do Nemo. Na recepção do Radisson Blu Hotel

O aquário gigante com peixes tipo a Dory do Nemo. Na recepção do Radisson Blu Hotel

Na segunda-feira iniciaram as palestras com representantes de empresas e jornalistas que por cá trabalham. Conhecemos um dos diretores da Axel Springer, uma das maiores, se não for a maior, empresa de mídia alemã. Eles são donos do Bild e do Welt, dois dos maiores jornais do país. Nesse dia, também conversamos com jornalistas correspondentes. Na terça, o papo foi com um representante do ministério das relações exterior Alemanha – América Latina. Quando ele começou a falar de negócios entre os dois países e citou que uma fábrica da BMW seria instalada em Santa Catarina, pensei que seria uma boa ideia perguntar sobre negócios com o Rio Grande do Sul. Me renderia uma boa pauta para o Correio do Povo. Enfim, não consegui arrancar nada e nem marcar uma entrevista para depois: Ele não está autorizado a falar.

O local do treinamento ficava ao lado do Portão de Brandenburgo. O prédio é da Allianz. Fotografei o máximo que pude lá de cima, porque a vista é maravilhosa e não são todas as pessoas que têm a chance de fazer isso. À esquerda de onde eu estava fica um hotel norte-americano no qual o Michael Jackson quase atirou o filho sacada abaixo quando foi apresentá-lo para a imprensa (lembram?). Em um dos dias, alguns manifestantes se reuniram na praça entre o hotel e o Portão para protestar sobre algum campo de refugiados. Se aproveitaram que um ministro norte-americano estava por ali para pedir ajuda ao USA. A polícia alemã chegou logo, com vários furgões azul-escuro, e ficou ali parada, observando. Nenhum confronto aconteceu. Só as músicas que eles cantavam eram um pouco enjoativas.

O queridinho número 1 dos turistas: Brandenburg Tor

O queridinho número 1 dos turistas: Brandenburg Tor

A praça entre o portão e o Adlon. Não tinha nada ali durante a II Guerra, pois ficava entre os dois muros (sim, eram dois!)

A praça entre o portão e o Adlon. Não tinha nada ali durante a II Guerra, pois ficava entre os dois muros (sim, eram dois!)

Hotel Adlon, de onde o Michael Jackson quase atirou o filho recém-nascido

Hotel Adlon, de onde o Michael Jackson quase atirou o filho recém-nascido

Advertisements

1 Comment

Filed under Durante

One response to “Diário do treinamento

  1. Carolina Bogéa

    Show! Vou te acompanhar por aqui…quero saber de tudo! rs…lembrei do guia do free tour contando essa história do Michael Jackson…as fotos estão lindas! Saudade de vc e de Berlim! Beijinhos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s