O primeiro dia no die tageszeitung – parte 2

Após almocar com a Doris, meu contato aqui, tudo ficou mais claro. Adquiri um cartão na cantina, que custa 7 euros reembolsáveis, para consumir qualquer coisa com preco de funcionário, ou seja, 50% de desconto. Ainda não tenho meu próprio login e estou me auto-pautando. Amanhã acontecem duas coisas importantes por cá: um evento da Embratur de apresentacão da Copa no Brasil para os alemães e a abertura da ITB, onde estará Angela Merkel, às 18h. Já consigo me imaginar berrando: “Angela, sprechen mit mir! Ich komme aus Brasilien!” Penso também em aplicar um “wir lieben dich” para conseguir trocar uma palavrinha. No entanto, já sei que vai ser difícil pacas e vai haver centenas (ou milhares) de jornalistas lá.

Meu chefe não está hoje. Mas a subeditora, que chama-se Beate, é bem simpática, apesar de não ter me dado trabalho. A rotina de redacão é um bocado diferente cá. Para comecar o die Taz não é um jornal comum. É uma cooperativa jornalística que se auto-denomina independente e “contrária aos grandes monopólios que atuam sobre a opinião pública”, ou seja, são um tanto quanto “inimigos” da Axel Springer, o maior conglomerado de mídia alemão, que fica logo aqui, dobrando a esquina.

Além da cafeteria, que serve um almoco delicinha por apenas 4 euros, há uma cozinha no jornal, com microondas. Há café, chá, achocolatado e leite disponível para os jornalistas. Como o jornal fica ao lado de um dos mais badalados pontos turísticos de Berlim, é provável que comer em outros restaurantes seja mais caro. Aliás, eu só paguei 4 euros pq trabalho aqui, senão pagaria o preco normal: 8 euritos. Uma coisa engracada é que alguns gostam de escrever de pé. Isso mesmo. As mesas são ajustáveis para ficar sentado ou trabalhar em pé. Entretanto, a minha mesa é um bocado mais antiga e só posso ficar sentada criando barriga 😛

Pedi gentilmente para que todos falem comigo apenas em alemão. Acaba sendo normal às pessoas me responderem em ingles, já que eu pareco uma analfabeta falando alemao. Mas isso vai melhorar. Já estou bem melhor se comparar com meu primeiro dia em Berlim. Aliás, uma dúvida que não quer calar: BerliM ou BerliN?

Advertisements

Leave a comment

Filed under Durante

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s