Tag Archives: Steffen Seibert

A mulher mais poderosa do mundo

Antes da Forbes divulgar o ranking, eu já tinha certeza. Aliás, essa matéria com Angela Merkel já estava pronta desde o começo de Maio com o mesmo título desse post: A mulher mais poderosa do mundo. Publicado hoje, 2 de junho, no Correio do Povo, o texto original sofreu algumas modificações: Tinha que ficar mais com cara de jornal e menos de revista. Nada de cortes, só “mexes”.

Meu principal objetivo durante o IJP era entrevistar Angela. Não consegui. Nada mais óbvio. Mas tive a chance de entrevistar Steffen Seibert, porta-voz do governo alemão (olha esse post aqui). O rápido bate-papo com Seibert serviu para confirmar a pesquisa que eu fiz por mais de um mês, que resultou nesse texto.

Correio do Povo, 2 de junho de 2013, página 8

Correio do Povo, 2 de junho de 2013, página 8

Cheguei a ir à casa de Angela um dia especialmente para fotografar. Claro que perdi as contas de quantas vezes passei por aquele prédio amarelo em frente ao Spree, mas só arrisquei fazer fotos uma única vez. Tem mesmo guardas cuidando a movimentação na calçada. Implicam até se você ficar muito tempo parada apenas observando. Reclamações, é claro, sem agressividade: Tudo mais em tom de sugestão do que ordem.

No e-mail que havia enviado para meus chefes com essas fotos, quando ainda estava na Alemanha, escrevi: “Fotos da casa de Merkel em anexo. Quase fui presa!”. Foi engraçado ler isso novamente e lembrar-me do dia que estive lá. Saí mais cedo do trabalho, estava nublado e querendo chover. Aproveitei que os guardas estavam de papo com a garçonete de um bar na esquina do prédio e fui conferir a campainha. Estava lá: Prof. Dr. Sauer, o marido de Angela.

Na fileira da esquerda, o sexto botão de baixo para cima é o da casa dela

Na fileira da esquerda, o sexto botão de baixo para cima é o da casa dela

Os guardas logo viram que eu estava ali nos botões futricando e começaram a caminhar na minha direção. Atravessei a rua e fiquei com cara de paisagem encostada na grade de proteção que interdita um pedaço da calçada à margem do Spree: Estão construindo uma nova entrada para o Museu do Pérgamo.

Fiz mais algumas fotos, quando um dos guardas cruzou a rua. Ele nem precisou falar para me intimidar. Dei uns passos para trás e fotografei o museu para disfarçar. Acontece que eu poderia dizer que sou jornalista e estava fazendo uma matéria blábláblá. Mas como eu não achei muitas fotos da casa de Angela Merkel na internet, me coloquei a pensar: Será que a mídia não tem interesse em publicar isso ou é tão difícil de conseguir uma autorização para as fotos que desistem?

Preferi não indagar o guarda. Dei uma disfarçada, fiz mais algumas fotos e segui meu rumo.

O prédio amarelo é o dela

O prédio amarelo é o dela

As obras na calçada do outro lado da rua. Da janela de casa, Angela enxerga o Spree e a Ilha dos Museus de Berlin

As obras na calçada do outro lado da rua. Da janela de casa, Angela enxerga o Spree e a Ilha dos Museus de Berlin

Advertisements

Leave a comment

Filed under Depois

Herr Steffen Seibert

Ele já foi ancora de um dos principais telejornais da Alemanha, mas hoje diz que está super contente e honrado em ocupar o cargo de porta-voz do governo de Angela Merkel. Há algumas semanas, conheci o vice-diretor da editoria de Política de um dos maiores jornais alemães. Ele me aconselhou: “Antes de falar com Steffen Seibert, dá uma olhada numa foto dele de uns tres anos atrás”. Segundo esse jornalista, eu poderia notar o quão “acabadaco” (desculpa pela falta de cedilhas!) Seibert está.

Apesar dos 52 anos, Seibert está mais para quarentão elegante. Aliás, creio que todas as pessoas na Alemanha aparentam ter em média uma década a menos da idade que realmente tem. A justificativa mais plausível que ouvi foi: “Quando se coloca carne numa geladeira, ela não fica velha”. Faz sentido.

Enfim, estava tentando essa entrevista há semanas. Uma colega chilena que intermediou o contato e conseguiu os minutos tão aguardados. Seriam 30, mas a conferencia da qual participou antes durou mais do que o previsto. Seibert concedeu 15 minutos.

Eu, uma colega chilena, outra brasileira e uma boliviana sentamos em uma mesinha do café da Bundespressekonferenz com Seibert. Fizemos uma breve apresentacão sobre quem éramos: “Jornalistas latino-americanas que participam de um programa chamado IJP”. Ele sorriu enquanto dizia “o que voces querem saber?”. Antes de comecarmos as perguntas, certificou-se: “Isso é apenas uma conversa, certo? Não é entrevista, certo?”. Ou seja, tudo em off.

O papo foi em ingles. Ele comecou perguntando se entendemos alguma coisa do que falaram na conferencia, que durou cerca de uma hora e da qual também participamos. Ele fez um breve resumo de 30 segundos, dizendo que falaram sobre impostos e crise europeia. Seibert respondeu todas as nossas perguntas sem pestanejar. Não “se fez” ou foi vago, apenas certeiro e pontual.

Ele comentou sobre a relacão de Dilma Rousseff com Angela Merkel. Falou sobre as eleicões de setembro, justificou algumas posturas da chanceler e comentou algo sobre o novo partido fundado na Alemanha em meados desse mes, o Alternative für Deutschland (AfD). Apesar de não poder publicar nossa conversa, tive a certeza que estou cada vez mais por dentro da política alemã. Aliás, Seibert perguntou qual de nós escrevia sobre Política, e eu fui logo respondendo: “Eu escrevo SOMENTE sobre política”. Foi depois disso que ele falou sobre Dilma e Merkel.

O saldo da pseudo-entrevista – e de outras tantas convsersas que tive com alguns membros do governo e jornalistas alemães de política – renderam muitas linhas numa matéria sobre a chanceler e as eleicões de setembro. Apesar de estarmos apenas esbarrando em maio, desde que os principais partidos alemães definiram seus candidatos à Chanceleria, no final do ano passado, o debate já comecou. Pelo menos, na mídia.

Seibert na conferencia que comeu 15 minutos do nosso encontro

Seibert na conferencia que comeu 15 minutos do nosso encontro

1 Comment

Filed under Durante